Autor: Jay Asher
Editora: Ática
Páginas: 256
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Amazon
Classificação: 

      O livro começa quando Clay recebe pelo correio uma caixa de sapato cheia de fitas cassetes (mesmo com esse elemento antigo, se trata de um livro atual), Clay fica curioso com o conteúdo das fitas e resolve escutá-las, mas se surpreende ao ouvir a voz de Hannah Baker. Ela era uma garota de sua classe e trabalhou com ele por um tempo no cinema. Ele era apaixonado por ela, mas nunca acreditou que teria alguma chance com ela, eles nunca passaram de um beijo. Essas fitas não teriam deixado Clay tão assustado se Hannah não tivesse cometido suicídios alguns meses atrás.

      Na caixa existem 13 fitas destinadas a 13 pessoas que fizeram algo que levassem Hannah a cometer suicídio, e conteúdo dos áudios é a narração de Hannah dizendo o que cada uma dessas pessoas fez. Todos que recebem a caixa fizeram algo a ela, eles devem escutar todas as fitas e depois passar a caixa a próxima pessoa após sua história (caso alguém não passa a caixa para frente, as fitas viriam a público e todos saberiam o que a pessoa fez à Hannah). Porém Clay não entende o motivo de ter recebido a caixa e não se lembra de ter feito nada tão grave assim a ela.

       Considerei os primeiros motivos do suicídio de Hannah muito bobos e exagerados para se cometer suicídio, mas como ela mesma fala no livro, tudo o que ela passa vai se tornando uma bola de neve, e algo do passado terá influencia no futuro. As lições que esse livro transmite são muito interessantes, porque muitas vezes agimos sem passar e não temos noção das consequências do que fizemos na vida das outras pessoas, principalmente quando não sabemos muito sobre elas e sobre o que elas estão passando. O livro é super bem escrito, intercalando as narrativas do que está acontecendo no momento com Clay (suas reações e sentimentos ao escutar as fitas), e da narrativa das fitas de Hannah (em que ela conta exatamente o que essas treze pessoas fizeram), isso não atrapalha e não confunde o leitor em nenhum momento, pelo contrário, a cada página passada ficamos cada vez mais curiosos para saber todos os motivos do suicídio e principalmente qual é o motivo de Clay, pois ele aparenta ser uma boa pessoa e ter um carinho muito grande por Hannah, então não seria justo que ele recebesse as fitas.


Um Comentário