Diretor: Rob Marshal
Produção: Walt Disney Pictures
Duração: 125 min.
Classificação: 

      Olá pessoal! Hoje, dia 27/08/2016, é o dia de uma das profissões mais lindas que existem! É o dia do psicólogo. E como eu sou formada na área, vim trazer uma mini-análise de um dos meus filmes preferidos: Caminhos da Floresta!

    Este musical da Disney é uma mistura dos Contos de Fadas que já estamos acostumados: Rapunzel, Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e João e o Pé de Feijão. Este filme conta a história de um padeiro e sua esposa que estão tentando, há algum tempo ter um filho, mas não conseguem. Então, a bruxa que mora ao lado, esclarece para eles que ela amaldiçoou o pai do padeiro, pois quando sua mãe estava grávida de sua irmã, ela sentiu vontade de comer os legumes que a bruxa cultivava, e seu pai roubou da horta da bruxa durante a noite. A bruxa o pegou em flagrante e, em troca de sua vida, pediu o bebê que sua esposa estava esperando. Porém, o pai havia roubado também, os feijões mágicos que a bruxa cultivava, nesses feijões havia uma maldição para a própria bruxa, de que se ela perdesse esses feijões, perderia sua beleza, e foi o que aconteceu com ela. Por este motivo, a bruxa lançou outro feitiço no pai do padeiro, de que sua árvore genealógica seria estéril. Para reverter esse feitiço e o casal ter o desejo de ter um filho realizado, eles devem ir até a floresta, no prazo de 3 dias, coletar os itens que a bruxa solicita: uma vaca branca como leite, uma capa vermelha como sangue, o cabelo amarelo como milho e o sapato dourado como o ouro. Cada item que a bruxa pede corresponde a um conto de fadas.


      O filme é um musical, por isso não o recomendo se você já não gosta de musicais, por isso não concordo com pessoas que dizem que não gostam do filme porque eles só cantam. O filme não tem musicas muito marcantes, mas se nos atentarmos as letras, vamos ter explicações e diálogos sobre o que está acontecendo e algumas mensagens marcantes, o que pode ser até positivo, pois não são aquelas músicas chatas que não saem da cabeça. Mas o filme é muito interessante e envolvente. Pela sinopse e por ser um filme da Disney, pode até levar as pessoas a pensarem que terá um final previsível, mas muito pelo contrário, o filme vai além do "felizes para sempre" e nos mostra o lado obscuro e defeitos em personagens principais.

      Até aqui foi só a resenha do filme e minha opinião pessoal sobre ele. Daqui para baixo poderão haver revelações sobre o enredo do filme. Então se você ainda não assistiu o filme, pare de ler por aqui.

      O título do filme já é bastante claro sobre qual vai ser o cenário do filme: Floresta. E por ai já conseguimos analisar algumas coisas com base na Psicanálise. Na nossa vida a floresta pode não ter significado por não fazer parte de nosso cotidiano, mas se pensarmos no significado que a floresta tem para os nossos antepassados, podemos pensar em algo relacionado à sobrevivência, pois é um lugar em que se podia caçar, conseguir água, etc; mas também podemos pensar nos diversos perigos que existem nas florestas, como animais selvagens. Assim a floresta está associada com a manutenção  da vida de todas as espécies, e de certa forma, com a morte também. No que diz respeito a manutenção da vida, a floresta também pode simbolizar o útero materno, pois ambos estão relacionados com a vida, proteção e escuridão. Assim podemos fazer nossa primeira relação com os personagens do filme. Pois o casal principal vai para a floresta buscando a solução para o problema de esterilidade, na floresta eles buscam a vida do filho que tanto desejam.

      Até mesmo nos contos de fadas que não aparecem neste filme, há uma floresta, pelo menos na grande maioria. Como a floresta também simboliza a vida, nos contos de fadas a floresta leva os personagens a descoberta do mundo e dos desafios que encontramos na vida, deixando para trás a segurança e a comodidade que existia em casa anteriormente. Assim os contos de fadas auxiliam as crianças a reconhecer as possibilidades da vida e, quando se tornar adulto fazer escolhas e decisões com seus próprios recursos emocionais, ou seja, amadurecimento.

      No conto de Cinderela temos uma lição de superação, de empregada da madrasta e das enteadas, passa a ser princesa. Seu conto mostra o quanto e como ela amadureceu durante o percurso. O filme foi fiel ao conto original, em que não há fada madrinha, diferente do clássico da Disney que já estamos acostumados. Na versão original e no filme Caminhos da Floresta, Cinderela consegue seu vestido e sapatos quando chora no túmulo de sua mãe.


      Rapunzel é presa em uma torre por uma bruxa, a torre não tem portas, impedindo-a de sair. A forma que a bruxa entra para visitá-la é através de seu cabelo que nunca foi cortado. A bruxa que a prendeu fez isso para tê-la apenas para si mesma, mantendo-a distante do mundo exterior, e "protegendo-a" dos perigos que poderia encontrar fora da torre, podendo simbolizar uma mãe super protetora que, mesmo superprotegendo, pode levar a filha a sofrer, mostrando que nenhuma mãe pode ser 100% perfeita aos olhos dos filhos.


       Chapeuzinho Vermelho mostra a história de uma garota que mora com a mãe e percorre a floresta para visitar a avó. Seu pai não é citado na história, mostrando apenas o relacionamento da garota com figuras femininas e destacando a figura masculina como algo negativo, agressivo e como um predador, como no caso do lobo mau.


      João e o Pé de Feijão, nos mostra a história de um garoto que não era valorizado aos olhos da mãe, assim como no conto de Chapeuzinho, não nos é mostrado o que aconteceu com seu pai, mas através da venda de sua vaca pelos feijões mágicos, ele consegue mudar a visão de sua mãe sobre ele e consegue trazer coisas de valor e sustentar sua casa. João até mesmo mata um gigante quando derruba o pé de feijão em que o gigante estava descendo, podendo mostrar neste momento, o seu amadurecimento e simbolizando o enfrentamento que ele teve contra os gigantes (que podem simbolizar os adultos). Esta história mostra seu amadurecimento.


      Mesmo todas essas histórias sendo muito cativantes, o verdadeiro protagonista e herói no filme é o padeiro. Vi algumas críticas negativas sobre o herói do filme ser "gordinho" e ser apenas um padeiro, mas isso apenas nos mostra como nossa visão de herói ainda é infantilizada, sempre esperando que os heróis sejam como os príncipes do próprio filme.

      Podemos encontrar alguma simbologia até mesmo nos objetos que a bruxa pede para o casal coletar. O branco da vaca simboliza a paz, tranquilidade, está diretamente relacionado com pureza, e podemos perceber todas essas características em João, que possuía muito claramente a pureza infantil e era muito criticado por sua mãe com isso, ao "vender" sua vaca para o casal, João se livra do branco e de tudo o que esta cor simbolizava nele, podemos pensar que João se livra da pureza ao subir no pé de feijão e roubar ouro dos gigantes. O amarelo do cabelo representa calor e alegria, que é o sentimento de Rapunzel, quando ela estava com o príncipe, ela se sentia bem e alegre, isto não lhe é completamente retirado de início porque a esposa do padeiro apenas retira uma parte de seu cabelo, mas quando a bruxa descobre de seu caso com o príncipe, lhe corta o cabelo, retirando assim toda a alegria que ela possuía anteriormente, essa alegria só é recuperada quando ela se encontra novamente com o príncipe, mesmo assim, ela ainda sente um medo muito forte devido ao tratamento de sua "mãe" e é a primeira a fugir quando acontece o "terremoto" no casamento de Cinderela. O vermelho da capa representa paixão, sangue, no vermelho não há medo e há a certeza e a vontade de realização de desejos, como dito anteriormente, os contos de fadas possuem interpretações bem diferenciadas na Psicologia, o vermelho de sua capa tem grande destaque porque simboliza o sangue da menstruação, mostrando que ela já tem idade para praticar o ato sexual, não é o que acontece no filme, mas se prestarmos atenção na música que Chapeuzinho canta depois de ser resgatada pelo Padeiro (I know things now) e na música cantada pelo próprio lobo (Hello little girl), podemos perceber alguns elementos relacionados à sexualidade. O dourado do sapato está relacionado a riquezas e ouro, que simboliza toda a riqueza Cinderela teria junto com o príncipe. Mas ao perder cada um dos itens para o casal, cada personagem perdeu algo valioso. Inicialmente apenas o casal e a bruxa aparentam ganhar algo, mas a bruxa ao ganhar sua beleza novamente, perdeu seus poderes. O casal ganhou o bebê tão esperado, mas, no segundo ato do filme em que um novo pé de feijão cresce e a esposa do gigante morto por João desce, acontece uma confusão nas trilhas da floresta e todos os caminhos anteriormente conhecidos por nossos personagens são mudados, ou seja, a vida cômoda que eles conseguiram alcançar, é abalada e eles devem traçar novos caminhos.

      Tudo isto ocorre depois dos finais que conhecemos nos contos de fadas tradicionais, isto ocorre depois dos felizes para sempre, e neste momento os personagens mostram lados que não conhecíamos, mostram o que estava lá no fundo do inconsciente, e neste momento, podemos relacionar com nossas próprias vidas, em que mesmo depois de realizar um desejo, sempre buscaremos novos desafios e formaremos novos desejos. Nessa parte do filme são mostradas características negativas que a sociedade tenta reprimir, como adultério, mesquinhez, calúnias e outras coisas. O filme nos mostra que as pessoas tentam buscar o final feliz sem dar a devida atenção para esses aspectos negativos que possuem, sempre colocando a culpa e criticando o próximo (Your fault). Enquanto não olharmos para nossos defeitos, não conseguiremos compreendê-los e dar o verdadeiro valor ao que temos de bom.


      Na música "Last Midnight", é possível perceber que a bruxa destaca várias atitudes negativas e egoístas que os personagens tiveram apenas para realizar os próprios desejos, destacando o quanto eles mesmos não perceberam isto anteriormente e mostrando que eles, e até mesmo nós, não somos tão diferentes da bruxa quanto achamos que somos. Nesta música também é mostrado o lado humano da bruxa, pois é possível perceber que ela sente medo da gigante e por isso deseja entregar João a ela, como seu apelo não adiantou, em um momento de fúria a bruxa jogou todos os outros feijões que possuía, sua mãe lhe castigou novamente com a morte, porém antes de morrer ela lançou uma última maldição, deixando todos eles sozinhos. Na música "No one is alone", os personagens parecem aceitar que realmente estão sozinhos como na maldição lançada pela bruxa, pois Chapeuzinho perdeu a mãe e a avó, João perdeu a mãe, o padeiro perdeu sua esposa, e Cinderela o príncipe. Chapeuzinho se encontra em conflito, pois está prestar a matar uma gigante, que também é um ser, e sempre lhe foi ensinado que matar é errado, porém naquele momento ela não tinha sua mãe para lhe dizer se aquilo realmente era certo ou errado, ela estava sozinha. Mas Cinderela, João e o padeiro se juntam a ela, todos na mesma situação, cantam uma bela música dizendo que agora eles devem decidir o que é certo e o que é errado, pois não têm quem decidam por eles, e que, agiriam errado sim, caso a maldição da bruxa teria feito efeito, mas eles venceram a maldição se juntando. Eles já amadureceram a ponto de fazer suas próprias escolhas, e é possível notar que conseguem agora perceber os defeitos e qualidades uns dos outros no momento em que dizem "bruxas podem estar certas, gigantes podem ser bons".


      Acredito que nesse filme tenham muitos outros aspectos que dariam para analisar bastante coisa, mas para não ficar muito longo, por enquanto vai ficar assim, haha. O que mais vocês perceberam no filme? Deixe nos seus comentários o que acharam do filme. 


30 Comentários

  1. Bela resenha! 👏🏻👏🏻👏🏻
    Apesar de gostar de musicais, não sou muito fã dos filmes que representam contos de fadas, mas deu pra sentir seu afeto por essa estória!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Realmente gosto muito de musicais e em especial esse filme!
      Beijos!

      Excluir

  2. Que post lindoooo.... eu ainda não conhecia esse filme, mas achei tão interessante a forma como você descreveu ele, suas analises ♥
    Simplesmente amei ♥
    Parabéns pelo seu dia :)
    ótima semana
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Fico muito feliz por ter gostado!
      Muita gente não gosta desse filme, mas eu AMO demais!
      Pretendo fazer mais análises como essa em breve com outros temas!
      Beijos!

      Excluir
  3. Hey, Natalí!
    Eu assisti ao filme, e embora ame musicais, não consegui gostar desse. Talvez, pelo meu ladoinfantilóide que está acostumado com o "felizes para sempre". Acompanhando seu raciocínio consegui ver o filme com outros olhos. E acho que foi exatamente a falta desse raciocínio que me fez gostar menos da história. mas agora, com sua análise muito bem feita, deu vontade de assistir de novo, sob nova perspectiva.
    Parabéns pelo post! Realmente adorei!!
    Mil beijokas linda! http://Entre Um Livro e Outro/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Fico muito feliz por você ter tido um novo olhar sobre "Caminhos da Floresta" a partir desse post! Eu já perdi a conta de quantas vezes assisti esse filme, e assisti ainda mais vezes para fazer essa análise! HSUAHSUAHSUA
      Mas é muito gratificante perceber que mudei a perspectiva de alguém! <3
      Pretendo fazer mais posts assim, com outros temas! Pensei em fazer sobre "O Pequeno Príncipe" na próxima!
      Beijos!

      Excluir
  4. Que linda resenha e que excelente análise, você se expressou muito bem. Faz um tempo que quero assistir esse filme, mas te confesso que filmes com musicais as vezes me cansam, mas você conseguiu me contagiar e vou dar uma chance, até porque amo contos de fadas, haha.
    Amei o blog e estou seguindo. Beijão.
    EU SOU UM POUCO DE CADA LIVRO QUE LI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Fico muito feliz por você ter gostado! Assiste esse filme sim, infelizmente várias pessoas não gostaram, algumas não gostaram da história e alguns não gostam por causa das músicas. Eu amo musicais, mas entendo que isso incomoda algumas pessoas. Mas acredito que vale muito a pena assistir esse filme! Depois volta aqui para ler esse post de novo que vai fazer mais sentido USHAUHSUASHAUSHAU
      Beijos!

      Excluir
  5. Sim uma das profissões mais linda 💖💖💖💖
    Você conseguiu se expressar muito
    no que quis passar .Ainda não vi o filmeais fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado!
      Assiste o filme sim! É muito legal!
      Beijos

      Excluir
  6. Amo musicais, adorei a resenha, já quero muito assistir esse filme. Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro músicais, mas quando assisti este eu não gostei. PArece que falta algo, sei lá!

    ResponderExcluir
  8. Super legal seu post, não sou muito fã de musicais, mas esse filme tem uma fotografia tão bela, é tão lúdico que eu acabei gostando kkk muito bacana a forma que você descreveu o filme, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado!
      Esse filme é realmente muito bom e a fotografia é LINDA!
      Beijos

      Excluir
  9. Olá Natalí,
    Sabe que os unicos musicais que eu gosto são da Disney? hahaha
    Adorei a sua percepção de sentir as coisas <3
    um beijo,
    Jhe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que bom! Eu gosto de todos os musicais, mas os da Disney tem um espaço maior no meu coração! Por isso gostei tanto desse filme, por mais que não seja uma animação, ele é da Disney! (:
      Beijos

      Excluir
  10. Muito boa a sua análise, foi profunda seguindo a psicologia também!
    Já vi esse filme mas não tinha reparado nessas coisas rs.

    www.brilhamiga.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter falado sobre coisas que você não tinha percebido! JAUHSAUHSUAHSA
      Beijos

      Excluir
  11. Não conhecia esse filme, e sou apaixonada por psicologia e a mente humana. Vou com certeza colocar na lista pra assistir logo. Bela resenha! Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Que legal! Eu não assisti ainda, só meu deu mais vontade haha

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha. Apesar de não ser fã de musicais, deu vontade de assistir esse hahah

    ResponderExcluir
  14. Só cheguei a assistir o comecinho... Confesso que amo cinema, mas não tenho muita paciência para musicais :/ Por isso nem fui atras de assistir mais depois. Mas uma coisa que me chamou atenção no filme também foi a escolha do elenco. Bjs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o elenco desse filme é maravilhoso!
      Fora que o filme é muito bem feito e todos eles cantam MUITO bem!
      Beijos

      Excluir
  15. Amei o seu post, tem tudo haver com título, além da resenha. Achei ele muito bem feito. Vi Caminhos da Floresta uma única vez e lendo tudo isso agora me deu uma vontade de ver novamente. O filme é muito lindo mesmo, e as músicas também. Logo que comecei a ver fiquei encantada com a primeira música já introduzindo os personagena. Não tinha percebido esse laço entre as coisas que o padeiro e sua esposa tinham que dár à bruxa e as personagens "encatadas". Outra coisa que me encantou fou o modo como as personagens se encontraram e o facto de não ter tido aquele "final feliz". Sem dúvida que Caminhos da Floresta é um dos meus filmes favoritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por ter gostado! Caminhos da Floresta também é um dos meus filmes preferidos! Pretendo fazer mais posts com esse tema "Além da Resenha" em breve por aqui! Espero que goste!
      Beijos

      Excluir