Olá pessoal! Já leram a resenha de Juntos e Sem Destino aqui no blog? Hoje eu trago a entrevista com a autora desse livro!  



1.      Como surgiu a ideia da história? 

Eu sempre escrevi poemas e músicas, porém um dia eu resolvi que iria começar a escrever, as ideias surgiram como um passe de mágica e foi se tornando a história que é hoje.

2.  Qual foi a cena mais difícil de ser escrita?

Acredito que ligar os fatos de um crime e fazer com que tenha sentido seja a parte mais difícil.

3. Qual cena mais gostou de escrever?


Eu amo escrever as cenas de amor e as cenas quentes.

4.  Como você desenvolveu a personalidade e características de Leila e Henrique?

A Leila sou eu todinha, já o Henrique é uma mistura de cada homem que já conheci, tanto os bons quanto os ruins...

5. Como você desenvolveu a personalidade e motivações do vilão? 

Para compor a personalidade do vilão utilizei minhas pesquisas sobre psicopatas, porém em Juntos e sem Destino eu não me aprofundo tanto nessas motivações quanto a spin-off.

6.  Qual sentimento você quis passar para as pessoas com seu livro?

Eu quis fazer com que as pessoas pudessem ver o valor de um amor verdadeiro, expressar que o cara certo não é perfeito, causar sensações e emoções que pudessem fazer com que o leitor tivesse diversas sensações.

7. Qual música você acha que combinaria como “trilha sonora” do livro? 

A música que mais combina com eles é a Never Say Never da banda The Fray.
    
8.  Quanto tempo demorou para escrever seu livro? E como você fez para divulgá-lo?

Demorei seis meses para escrevê-lo. Já divulguei com conhecidos, grupos de facebook e grupos de whastapp.

9.  Deixe uma dica para novos escritores.

Nunca, jamais, sob hipótese nenhuma desista dos seus sonhos. Não importa o que aconteça e como aconteça seja forte. Esse mundo pode ser maravilhoso, porém seja forte. 
Aceite críticas construtivas vindas de pessoas que se importam de verdade com você, elas virão e a forma como você irá encará-las que determinará seu futuro nessa profissão.
Revise muito e se possível chame um beta para te ajudar, o beta te diz o que sente, pensa e isso te ajudará muito na hora de terminar sua história.

10.         Deixe uma mensagem para quem está lendo essa entrevista. 

Gostaria de agradecer por terem lido essa entrevista e dizer que todos vocês são muito importantes para mim. Obrigada por todo o carinho que sempre me proporcionaram e me proporcionam. Sem vocês não sou nada.


E essa foi a nossa entrevista com a autora Giovanna C. Soares. Espero que tenham gostado e se quiserem adquirir o livro, podem clicar aqui.




11 Comentários

  1. Gio é uma das autoras mais incríveis que eu conheço. Ela escreve para esvaziar a alma, para colocar os sonhos no papel... e isso se reflete nos seus textos.
    É uma parceira literária e uma grande amiga! Alguém que eu quero carregar para a vida toda! Parabéns, Gio! Você merece o melhor sempre! E que o mundo possa viajar junto e sem destino com vc nessa história!

    ResponderExcluir
  2. Awwwn Luu não me faz chorar a essa hora da madrugada!! Sua lindaa ������

    ResponderExcluir
  3. Oi Natalí, tudo bem?

    Eu já vi o livro da Gio rodando em várias redes sociais e sempre fiquei bem encantada pela capa, acho ela muito linda. Com a sua entrevista tive a oportunidade de conhecer a autora e isto foi fantástico, pois pude ver o seu processo de criação e como seus personagens ganharam vida.
    Acho que seria um livro pelo qual me apaixonaria, pois o tema e a sacada de não ter um protagonista perfeito já me encanta. Irei tentar ler o quanto antes.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu acho a capa do livro da Gio fantabulosa, mas nunca tive a chance de ler! Ela parece ser uma pessoa tão fofinha e tão amorzinho, que me deu mais vontade ainda de ler o livro... espero que ela faça muito sucesso por aí ainda

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    eu amo entrevista com autores. Acho tão emocionante saber como seus livros foram escritos, saber como é a vida deles como leitor. Mas acima de tudo isso, saber que existem blog que apoiam nossos talentos. Amei conhecer a autora, ela é muito simpática e fofa.
    Parabéns pelo incentivo.
    Beijos
    Bella Martins

    ResponderExcluir
  6. Olá! Legal que a ideia do livro surgiram como um passe de mágica. Achei o sentimento que a autora quis passar lindo, realmente o cara certo não é perfeito, ninguém é. A música Never Say Never da banda The Fray é linda. Adorei a dica para novos escritores, acho que não é apenas para escritores, essa dica serve para todos. Adorei conhecer um pouco da autora. Beijos'

    ResponderExcluir
  7. Oi Natalí, tudo bem?

    Gostei da entrevista! Sempre gosto de ver os autores contando como foi seu processo de escrita, como criou os personagens... porque isso realmente ajuda quem quer seguir nessa profissão também! Mas, nossa, ela terminou em 6 meses!! =O O meu está sendo enrolado pra ser escrito há anos =/
    Quem sabe esse ano finalmente ele não sai da gaveta?

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem?

    Acho que não desistir é muito importante, já comecei várias vezes a escrever a acabei largando. Também penso que espelhar seu personagem em você ou pessoas conhecidas é muito libertador, assim como poder levá-los onde quiser. Não conhecia ainda a autora, adorei conhecer e adorei a entrevista!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Ainda não conhecia essa autora, mas fiquei muito contente com as respostas dela. Achei legal a personagem ser a autora todinha e sempre me pergunto se alguns autores também fazem isso.
    Desejo muito sucesso a autora.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  10. Olá... tudo bem??
    Que entrevista bacana, e gostei muito da capa do livro... acredito que deve ser bem condizente com a história... ela parece ser bem simpática e concordo com ela com relação a revisão, isso é muito importante... desejo muito sucesso para ela. Essa autora não me é estranha, acho que já cruzei com ela por ai... Xero!

    ResponderExcluir
  11. Karol, que entrevista deliciosa. Adorei saber que a autora misturou um pouco de si, suas vivências pessoais e, claro a pesquisa que acho fundamental em um livro bem elaborado que se propõe até a colocar o leitor em dúvida: tipo isso é muito real.
    Adorei as dicas que ela deu para novos escritores, aliás, aceitar críticas das pessoas que sempre se importam conosco, é algo em que acredito.

    Bjo
    Tânia Bueno
    Faces da Leitura

    ResponderExcluir