Conheça a autora


Olá, leitores!!!

Hoje trago para vocês a entrevista da autora e parceira do blog Tatiane Tálita. Nessa entrevista ela nos conta  como foi a criação do livro "De Olhos Fechados" entre outras coisas. Espero que vocês gostem!! Bora lá!!


image O que a palavra "escrever" significa para você?

      Escrever é um descanso para minha mente, um conforto para o meu coração e 
um amor para a minha alma.


image Quem te incentivou a escrever e desde quando escreve?

       Comecei a escrever, acho eu, que como a maioria dos escritores, devido a um problema pessoal. Eu comecei a escrever aos 15 anos, tenho três histórias escritas a mão, dessa época e tudo começou porque, confesso, não gostava da minha vida, sofria bullying na escola e minha autoestima estava pra lá de zero. Escrever se tornou meu refúgio, tanto foi assim, que quando melhorei meu estado mental parei de escrever e somente em 2015 em outra fase difícil da minha vida eu voltei.

image Como surgiu a ideia dessa história?

      O enredo do DE OLHOS FECHADOS, nasceu de um sonho. Assim como a maioria das minhas histórias. Eu sonhei com o Enzo por quase um mês assistindo a vida dele, como se ele mesmo estivesse me contando. E ainda tem muita coisa que os leitores não sabem sobre esse homem enigmático. Ele continua a invadir meus sonhos.

image Como foi o processo de escrita desse livro?

     Delicioso e torturante (pausa para rir). Eu nunca fiz um curso de escrita, sou péssima em português, não sabia como escrever, apenas sentei na frente do computador e passei para o papel tudo que estava na minha mente, tudo que descobria sonhando. Virei várias noites, bebi muito vinho e ouvi muito rock, jazz e músicas dos anos 50, 60 e 70.
Em três meses terminei a primeira versão do livro e então comecei a revisar e pedi para amigas lerem. Elas me surpreendendo gostaram muito e me incentivaram a procurar uma editora. Publicar não era meu plano, mas se tornou. Mandei o original para algumas editoras e em outubro de 2015 assinei contrato para publicar pela editora Arwen. O livro foi lançando em setembro de 2016 na Bienal de São Paulo e eu parecia uma barata tonta lá.
Sabe aquela sensação de “nossa uau, meu deus, eu consegui”, foi tipo assim e ainda estou assim. kkkkk

image Sei que os autores são muito apegados aos seus personagens, que tem eles como filhos, mas qual personagem você mais gostou de escrever e qual você não gostou?


         Fácil. Claro que o que mais amei escrever foi o Enzo Barbieri, um menino de rua que foi criado para ser um monstro e se tornou com louvor esse monstro. Precisei pesquisar muito para criar a personalidade dele, enigmático, estrategista, ardiloso, inteligente ao extremo, cruel, sedutor e um jogador mental de primeira. E fiquei muito feliz com o resultado porque até meus professores da faculdade de direito (advogados já prestigiados) gostaram muito do Enzo e me pediram para ele não ter se apaixonado de verdade (kkkkk olha que eu acho que pode ser em kkkkk).
Também gostei de escrever a Manoela, embora ela não seja uma personagem que cative, pois é frágil demais e até boba de tanto que é ingênua, mas era exatamente isso que eu precisava que ela fosse, pois vou demonstrar com a sequência da história como um ser humano muda mediante o sofrimento, como temos a capacidade de amadurecer e nos fortalecer.
Agora o que eu menos gostei não posso contar a vocês, pois este personagem no livro um parece um “anjo” e no livro dois revelará seu verdadeiro caráter. Tentem adivinhar quem é.

image Se fosse para escolher uma trilha sonora para essa história qual seria?

      Para cada personagem eu escuto diferentes músicas, monto pastas com músicas para cada personagem. Mas, com certeza, a trilha sonora do Enzo é a do livro, todas as músicas do seriado “Lucifer”, muito jazz e rock dos anos 60, 70 e 80.
Mas umas das músicas que mais escutei foi “I’m a wanted Man”, do Royal Deluxe (Eu sou um homem procurado).


Obs: Em breve a  playlist com muitas outras músicas que inspiraram a autora na hora de escrever o livro estará disponível no post da resenha. Aguardem!!!

image Qual foi a melhor cena que escreveu e porque?( Sem spoiler)

         O final, para mim, foi a melhor cena que escrevi. Toda emoção, impacto. Eu confesso que chorei tanto que minha mãe pensou que tinha acontecido algo comigo.

image Como você lida com as críticas?

         Acho que bem. Na verdade, só tinha uma crítica negativa da história, mas nada demais. Acho que a crítica quando é construtiva deve sempre ser bem-vinda.

image Teve algum personagem que você se baseou em alguém?

         O Enzo é baseado em um monte de homens que existem ou existiram na história, mas ninguém próximo a mim. Baseie ele em mafiosos famosos, em homens inteligentes e fortes, até em personagens da ficção.


 imageimage Teve algum escritor ou livro que te influenciaram na escrita dessa história?

       Um fato que me deixou muito feliz, foi alguns leitores terem identificado a influência do Sidney Sheldon no livro. Adoro a forma como ele trata o mistério, como ele faz suspense e como no final joga na sua cara coisas que você poderia ter descoberto no decorrer da história.

imageimage Você se inspira em algum ator na hora de escrever?

      Para descrever o personagem sim. Quando o Enzo veio a minha mente eu já sabia as caraterísticas físicas dele, então procurei um ator que se parecesse, no caso o Adam Levine. Alto, cheio de tatuagens pelo corto, cabelo preto, olhar profundo.


imageimage A trama desse livro é muito envolvente, acaba "enganando " o leitor. Como foi para você escrever esse enredo?

     Delicioso. Era exatamente isso o que eu pretendia desde a primeira linda da história, enganar o leitor. As pistas foram sendo deixas no decorrer do livro, frases repetidas não foram colocadas em vão. Foi o que mais gostei.

imageimage Qual foi o trabalho de pesquisa dessa obra?

     Para montar a trama pesquisei muito, muito mesmo. Embora parece surreal a trama mafiosa da história, ela é bem real, principalmente o envolvimento do Brasil. Note que escrevi a história em abril de 2015, antes da operação lava-jato deslanchar, hoje as organizações criminosas dentro do Brasil estão mais visíveis, mas mesmo assim ainda tem muita coisa escondida e acredite, muito do que eu contei é bem real.

imageimage Nesse livro são citados alguns lugares como Suíça. Você já foi para alguns desses lugares citados?

        Não fui, mas quero ir. Eu tenho metas para a minha vida, visitar cada lugar que descrevo em uma história, então só com o DE OLHOS FECHADOS vou ter que viajar muito, Suíça, Itália e Colômbia. Para descrever os lugares uso a internet, olho as imagens e tento imaginar como é estar no lugar. Agora a descrição do Ibirapuera em São Paulo tive o prazer de conhece-lo o parque pessoalmente.

imageimage Quero fazer uma brincadeira nessa pergunta nos diga:

Vou responder, mas não vou colocar os porquês, se não vou dar spoiler.

- Um personagem que você mataria? Porque?
Senador Eduardo Bittencourt
- Um personagem que você queria como irmã (ao)? porque ?
Elisa Ribeiro.
- Um personagem que você se apaixonaria?
Enzo Barbieri, é claro. Já sou mais que apaixonada.

imageimage  Porque ler seu livro?

     O livro DE OLHOS FECHADOS não é um romance onde a mocinha morre de amores por um vilão perigoso e no final eles tem um lindo final feliz. A história vai além dos clichês, vai contar segredos, vai te enganar e provocar curiosidades que você nem imaginava que tinha.
Quando começar a ler vai pensar que é um drama, depois um romance, depois suspense... pare de pense e lei um pouco mais, nesse livro nem tudo aconteceu por acaso e nem tudo é o que parece.
Abra os olhos e descubra a verdade.

imageimage Quais são seus projetos?

Tenho muitos planos para 2017. Quero muito levar minhas histórias a todo o país.
Quero publicar meus outros livros prontos, o PREDADOR DE CORAÇÕES que está no wattpad, onde atingiu mais de 28 mil leituras, e o SERTANEJO APAIXONADO que senti muita satisfação em escrever a primeira história dessa série que se passa no interior do país.
Estou a procura da casa editorial certa, sem pressa e fadiga, estou muito focada em escrever, tem histórias incríveis vindo por aí, passando por todos gêneros.

Espero que os leitores gostem tanto quanto eu. 

* Deixe um conselho para os novos autores

       Jamais desista, não tenha pressa e tenha fé.
Nada na vida é fácil e no mundo da literatura não é diferente. Escrever é muito gratificante, publicar ainda mais, lute pelo seu sonho.

         Obrigada Karol pela amizade e parceria. Você já é muito especial para mim.
E leitores, muito obrigada pela atenção, vocês são os verdadeiros responsáveis pela realização dos meus sonhos.
Beijos de luz da baixinha aqui.

“Mantenha um pé na terra, mas coloque o outro no céu. Não desista de seus sonhos, você é capaz...”  Tatiane Tálita.


Book Trailer:





Página no facebook: Tatiane Tálita 
Comprar o livro: Editora Arwen 





9 Comentários

  1. Enzo é um personagem que chama realmente muita atenção para si! Fiquei boba por saber que a autora sonhava com ele! Tati tem um talento indescritível. Adorei as perguntas e o que ela respondeu também, a entrevista ficou bem completa.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Amei a entrevista. Muito obrigada pela parceria e principalmente pela amizade. 😍

    ResponderExcluir
  3. Oie amore,
    Não conhecia a autora, mas já gostei do que li por aqui.
    Adorei a entrevista, parabéns ao blog e a autora.
    Dica anotada!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  4. Se eu tô apaixonada por essa entrevista? Com certeza!
    Nem preciso falar mil amores da Tati, todos sabem que ela é uma autora maravilhosa. Não imaginei Enzo como Adam Levine, na verdade, imaginei totalmente diferente.
    Um personagem que é um anjo nesse livro e no segundo irá nos decepcionar? Só consigo pensar na Eliza, em mais ninguém!
    Adorei a entrevista, Karol! <3

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Ai que entrevista mais amor é essa?
    A Tati é uma pessoa incrível, mas percebi que conhecia pouso sobre ela. Adorei saber que ela sonhou com o Enzo e que a última cena do livro foi a que mais agradou.
    Sobre os próximos livros dela estou mais do que ansiosa para ver publicado Sertanejo apaixonado que, já adianto, é MARAVILHOSO.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá... tudo bem???
    Caramba, fiquei completamente apaixonada pela a autora e a premissa do livro. Eu lembro que li algo sobre ele e sou fascinada por essa capa e agora que ela disse mais de uma vez que a história engana o leitor, fiquei mais curiosa ainda para conferir... porque adoro um mistério, um suspense e que o autor me engana, termino a leitura completamente satisfeita haha... Achei a autora uma simpatia e só tenho a desejar muito sucesso!!! Xero!

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Eu quero esse livro agoraaaaaa! Mds! A premissa do livro que a autora conseguiu "narrar" em algumas respostas é simplesmente fascinante. A capa está bacana, a história da máfia fisga o leitor, tudo parece conspirar a favor.
    O fato dela citar que a obra engana o leitor é outro fato muito positivo, pois no fundo o leitor quer isso, ser enganado, não ter as facetas da obra entregues de bandeja. Necessito desse livro, só tenho isto a declarar... Ah, sinto que vou me apaixonar pelo Enzo, só acho...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, que bacana essa entrevista. Eu não conhecia a autora e fiquei curiosa para conferir sua obra.

    Abraços

    ResponderExcluir